• Share to Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Print

August 16, 2010

Confinamento Intensivo de Animais no Brasil

Humane Society International

De onde vem os ovos que você consome? Apesar de associarmos a criação de animais a fazendas agradáveis em que os bichos são livres para passear pelo terreno, os ovos industriais que comemos hoje estão financiando uma prática completamente oposta—em que as aves passam a vida inteira praticamente imobilizadas.

No Brasil, mais de 70 milhões de galinhas poedeiras são intensivamente confinadas nas chamadas gaiolas em bateria, visando a produção de ovos. As gaiolas são tão superlotadas que as aves não conseguem caminhar, se exercitar e nem mesmo esticar as asas. Os animais vivem nestas condições degradantes durante aproximadamente um ano e meio, quando a produtividade de ovos tende a declinar e as poedeiras são enviadas para o abate.

Os porcos também são vítimas dos sistemas industriais de produção. Existem hoje no Brasil cerca de 1,5 milhão de porcas reprodutoras sendo alojadas em celas de gestação—baias individuais de metal tão pequenas que as porcas não conseguem sequer se virar dentro delas.

A HSI está trabalhando no Brasil para combater o confinamento intensivo de animais, conscientizando os consumidores e pedindo-lhes que digam NÃO aos ovos produzidos em gaiolas em bateria. Além disso, estamos trabalhando junto a produtores, governantes e varejistas, buscando mudanças institucionais que impliquem no respeito às necessidades mais básicas destes animais.

O que você pode fazer?  

  • Sign Up
  • Take Action
  • Assine nossa petição por uma lei que diminua o sofrimento dos animais criados para consumo Assine nossa petição