• Share to Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Print

October 4, 2010

Restaurante Apfel se Compromete a Não Usar Ovos Produzidos em Gaiolas

Humane Society International

São Paulo (4 de outubro, 2010) – O Apfel, um restaurante no centro de São Paulo, anunciou esta semana que não vai mais usar ovos de gaiolas em bateria, preconizando em seu lugar o uso de ovos produzidos no sistema caipira. A Humane Society International (HSI) aplaude o restaurante por recusar-se a patrocinar as cruéis gaiolas em bateria.

Mais de 90% das galinhas usadas para produção de ovos no Brasil passam suas vidas confinadas em gaiolas tão pequenas que as aves não conseguem esticar suas asas, nem mover-se mais do que alguns centímetros. A diferença para a criação caipira é o enorme, já que neste sistema as aves podem locomover-se livremente num espaço bem maior.

"Através deste gesto, o Apfel adquire uma importante postura de oposição às gaiolas em bateria—uma das práticas mais cruéis de todo o agronegócio", afirma Guilherme Carvalho, Gerente de Campanhas da HSI no Brasil. "Nós aplaudimos o Apfel e esperamos que outros restaurantes sigam este exemplo".

Carlos Beutel, sócio do Apfel, considera cruéis as gaiolas em bateria e reconhece a importância da sua atitude de deixar de usar os ovos industriais. “Vale à pena fazer esta mudança em prol de uma causa justa", disse Carlos.

Os Fatos

  • Mais de 90% dos ovos no Brasil são produzidos por galinhas que passam quase toda a vida confinadas em pequenas gaiolas em bateria. Mais de 70 milhões de galinhas vivem nestas condições no Brasil.
  • Cada galinha vive por mais de um ano num espaço menor do que uma folha de papel ofício, sem sequer conseguir esticar as asas, antes de ser abatida.
  • Embora produção sem gaiolas não seja sinônimo de produção sem crueldade, esta forma de criação garante condições mínimas para que a galinha consiga se mexer mais livremente. As aves criadas neste sistema podem andar, esticar suas asas e botar seus ovos em um ninho—comportamentos negados às galinhas confinadas em gaiolas em bateria.

Contato para Imprensa:
Guilherme Carvalho: (81) 9635-7436 ou gcarvalho@hsi.org

Siga a HSI no Twitter

A Humane Society International e suas parcerias constituem uma das maiores organizações de proteção animal do mundo—apoiada por 11 milhões de pessoas. Por quase 20 anos, a HSI vem lutando pela proteção dos animais através de orientação de políticas, educação e programas de assistência. Celebrando animais e confrontando a crueldade por todo o mundo—hsi.org.

  • Sign Up

    Coloque aqui seu nome e e-mail e fique por dentro das notícias!

  • Take Action
Media Contact List2