• Share to Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Print

June 21, 2012

Restaurante Apfel Jardins adota política livre de gaiolas

Humane Society International

  • HSI

A Humane Society International (HSI) aplaudiu o restaurante paulistano Apfel Jardins por tirar de sua cadeia de fornecimento todos os ovos produzidos em gaiolas em bateria e substituí-los por ovos produzidos sem gaiolas. O Apfel Jardins se une à outra unidade do grupo, o Apfel Centro, bem como a um crescente número de estabelecimentos no Brasil e ao redor do mundo que estão beneficiando a vida de animais criados para consumo ao adotarem uma política de compra livre de gaiolas.

As galinhas que são confinadas em gaiolas em bateria geralmente têm um espaço menor do que uma folha de papel ofício para viver. Essas aves não têm espaço suficiente para abrir suas asas completamente, andar ou realizar a maioria de seus comportamentos mais naturais. No Brasil, cerca de 90% das galinhas poedeiras, mais de 70 milhões de aves, vivem nessas condições. Galinhas criadas fora de gaiolas geralmente têm de duas a três vezes mais espaço e conseguem expressar mais comportamentos naturais do que aves em gaiolas em bateria.

“No Apfel, nós nos preocupamos com a origem da comida que servimos aos nossos clientes. Somos contra o confinamento de galinhas poedeiras em gaiolas em bateria e por isso decidimos servir apenas ovos produzidos em sistemas alternativos”, afirmou Mylenne Signe, proprietária do Apfel Jardins. “Estamos orgulhosos por ajudar a reduzir o sofrimento dos animais criados para consumo”.

“Ao recusar-se a comprar ovos de galinhas confinadas em gaiolas em bateria o restaurante está levando a preocupação de seus clientes com o bem-estar animal a sério”, disse Guilherme Carvalho, gerente de campanhas da HSI no Brasil. “A HSI aplaude o Apfel por adotar uma política de compra livre de gaiolas e esperamos trabalhar com outros restaurantes de São Paulo para que eles façam o mesmo”.

-30-

Siga a HSI no Twitter.

A Humane Society International (HSI) e suas parceiras formam, juntas, uma das maiores organizações de proteção animal do mundo—apoiada por 11,5 milhões de pessoas. A HSI luta pela proteção de todos os animais por meio de orientação de políticas, educação e programas de assistência. HSI—proteção e respeito a todos os animais. www.hsi.org