• Share to Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Print

June 9, 2014

Cargill anuncia política de eliminação do uso de gaiolas de gestação para suínos

Humane Society dos Estados Unidos (HSUS) comemora a medida

Humane Society of the United States

  • Bradley Murray/istock

De acordo com um artigo publicado no Star-Tribune de Minnesota, a gigante do agronegócio Cargill anunciou que eliminará o uso de gaiolas de gestação para suínos em suas unidades próprias até 2015 e nas unidades de seus fornecedores contratados até 2017. A Cargill é a maior empresa privada dos EUA.
 
Paul Shapiro, vice-presidente de animais de produção da ONG de proteção animal HSUS, elogiou a empresa: “A decisão da Cargill nos aproxima do dia em que as gaiolas de gestação serão uma relíquia do passado na indústria suína. Os americanos não apoiam a prática de confinar animais em gaiolas que têm praticamente o mesmo tamanho de seus corpos. A Cargill está certa em liderar a descontinuação dessa prática na indústria”.
 
A política da Cargill dá continuidade a vários outros anúncios similares de mais de 60 das maiores empresas alimentícias nos EUA, como McDonald’s e Costco, declarando planos de eliminar o confinamento em gaiolas em suas cadeias de fornecimento.
 
Outros grandes produtores de suínos nos EUA também já anunciaram planos similares. A Smithfield Foods, maior produtor mundial, anunciou planos de eliminação de gaiolas de gestação em toda sua cadeia até 2022, e a Tyson Foods disse que “futuros sistemas de alojamento para matrizes” devem permitir que elas possam se virar.
 

Contato de mídia: Carolina Galvani, cgalvani@hsi.org, +55 11 98208 9645

  • Sign Up
  • Take Action
  • Assine nossa petição por uma lei que diminua o sofrimento dos animais criados para consumo Assine nossa petição

Media Contact List2