• Share to Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Print

August 21, 2014

Nestlé anuncia reformas inovadoras globais de bem-estar animal

Maior empresa alimentícia mundial planeja revisar o tratamento de bovinos, aves e suínos em toda a sua cadeia de fornecimento

Humane Society International

  • iStockphoto

A Nestlé – maior empresa alimentícia do mundo e fabricante de grandes marcas como Purina, Maggi e Papinhas Nestlé – anunciou um programa pioneiro de bem-estar animal para eliminar métodos controversos, mas ainda predominantes na indústria da pecuária, em sua cadeia global de fornecimento.

A nova política da empresa afirma que eliminará práticas como o confinamento de suínos em gaiolas de gestação, galinhas poedeiras em gaiolas de bateria e bezerros em gaiolas de vitelo, e também o crescimento rápido de frangos de corte e outros procedimentos como o corte de caudas, de chifres e a castração de animais de produção sem anestesia.

A Humane Society International (HSI), um dos maiores grupos globais de proteção animal, comemorou o anúncio.

“A maior empresa global de alimentos está afirmando que práticas cruéis como confinar animais em gaiolas por toda a vida, cortar partes de seus corpos sem anestesia e métodos de promoção de crescimento acelerado, que resultam em problemas graves de locomoção devido ao peso excessivo, são simplesmente inaceitáveis”, disse Elissa Lane, vice-diretora global de animais de produção da HSI. “Nós elogiamos a Nestlé por essa iniciativa inovadora para melhorar a vida dos animais de produção em todo o mundo.”

Além disso, a Nestlé estimulará a alimentação sustentável ao promover o movimento global da Segunda Sem Carne.

A política da Nestlé é resultado de diálogos com organizações de proteção animal como a Humane Society of the United States (matriz da HSI), Mercy for Animals e World Animal Protection.
 
Contato de mídia: Carolina Galvani: cgalvani@hsi.org, +55 11 98208 9645.

  • Sign Up
  • Take Action
Media Contact List2