• Share to Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Print

September 9, 2015

HSUS elogia McDonald’s por anúncio de transição total para ovos livres-de-gaiola e chama nova política de ‘divisor de águas’ para o bem-estar animal

Humane Society International

  • © Maurice van der Velden/iStockphoto

O McDonald’s anunciou planos para eliminar a prática atual de confinar galinhas poedeiras em gaiolas para a produção de ovos em sua cadeia de fornecimento. A rede vai fazer uma transição para garantir que 100% dos ovos comprados pelos seus restaurantes nos EUA e Canadá sejam produzidos em sistemas livres-de-gaiolas. A nova política da empresa vai fazer com que quase oito milhões de animais sejam poupados de viver dentro de gaiolas superlotadas a cada ano.
 
“Esse anúncio é um divisor de águas de um esforço de décadas que vem sendo realizado em prol da eliminação de uma das formas mais cruéis de confinamento na indústria de alimentos”, disse Wayne Pacelle, presidente e CEO da Humane Society dos Estados Unidos (HSUS). “A nova política do McDonald’s é admirável e deixa claro que o futuro da produção de ovos é livre-de-gaiolas”.
 
A decisão do McDonald’s acontece depois de um estudo de vários anos que a empresa ajudou a financiar para analisar fatores de bem-estar animal, econômicos, de segurança dos alimentos e condições mercadológicas referentes a sistemas com e sem gaiolas. Essa decisão também acontece depois de décadas do movimento global contra o confinamento extremo de animais de produção que a HSUS ajudou a liderar. Tal movimento incluiu:

  • Aproximadamente 100 grandes empresas – incluindo o McDonald’s – anunciaram planos de abandonar o uso de gaiolas minúsculas para porcas reprodutoras chamadas celas de gestação;
  • Gigantes da indústria como Burger King, Nestle, Sodexo, Aramark, Heinz, Starbucks, Compass Group e muitas outras anunciaram planos similares de conversão total para ovos livres-de-gaiolas;
  • Algumas formas de confinamento animal já foram proibidas em 10 estados norte-americanos e dezenas de outros países.

Em seu novo anúncio, o McDonald’s se compromete a ter uma cadeia de suprimento de ovos 100% livre-de-gaiolas dentro dos próximos 10 anos.
 
“Especialmente por causa da magnitude dessa política, estamos animados com o fato de que o anúncio do McDonald’s foi feito com prazo já determinado”, adicionou Pacelle. “Estamos otimistas e acreditamos que a transição pode ocorrer em um período ainda mais curto e vamos trabalhar com outras empresas para que elas sigam esse exemplo”.

  • Sign Up
  • Take Action
  • Live in Brazil? Help hens by pledging to avoid eggs from battery cages Sign the Pledge

Media Contact List2