• Share to Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Print

September 21, 2017

Representantes da causa animal reivindicam que L'Oréal una esforços pelo fim da crueldade aos animais diante dos testes de cosméticos

“Ajude-nos a acabar com testes de cosméticos em animais em todo o mundo - porque os animais valem muito"

Humane Society International, Humane Society dos Estados Unidos, Humane Society Legislative Fund, #Liberte-sedaCrueldade

  • iStock

A Humane Society International (HSI), a Humane Society dos Estados Unidos (HSUS) e a Humane Society Legislative Fund fizeram um apelo público reivindicando que a L’Oréal apoie os eforços legislativos para proibir os testes feitos em animais para aprovação de cosméticos e a venda desses produtos no mundo todo. Apesar de mais de 200 empresas de cosméticos terem apostado em organizações que atuam junto a campanha #LibertesedaCrueldade e suas ações legislativas, a L'Oréal, considerada a gigante da indústria de cosméticos, se diferenciou por não apoiar esses esforços.

A L'Oréal declarou publicamente que já não testa os seus produtos ou ingredientes em animais, no entanto a empresa continua vendendo seus produtos na China, onde os testes em animais pré-venda são legalmente exigidos para todos os cosméticos importados e para os de uso especial, bem como para novos ingredientes cosméticos. Apenas na China é estimado que 375.000 coelhos e outros animais continuam sofrendo anualmente com os testes para cosméticos, o que geralmente envolve pingar químicos nos olhos dos animais ou em suas peles raspadas, isso sem nenhum alívio para dor e sem contar que ao final do experimento os animais são eutanaziados. A imponente empresa de beleza ignorou seis cartas enviadas pela HSI/HSUS solicitando um encontro ou endorso para as legislações que visam proibir essa crueldade desnecessária.

A presidente da HSI Kitty Block disse: "As declarações públicas da L'Oréal não condizem com suas ações quando se trata de acabar com os testes em animais em todo o mundo. Enquanto muitos grupos e empresas tem se aliado a HSI em um movimento pioneiro para acabar com testes em animais, trabalhando juntos com proposições legislativas em todo o mundo, a maior indústria de beleza está ausente desse processo, apesar de dizer aos seus clientes que não apoia os testes em animais. Na verdade, a L'Oréal vende seus produtos na China, onde os cruéis testes em animais ainda são realizados para os seus produtos. Esperamos que a L'Oréal escute nosso apelo em alto e bom som: os animais sofrem desnecessariamente em laboratórios e a sua empresa tem o poder e dever de intervir para ajudá-los - porque os animais valem muito".

Trinta e sete países e os principais mercados já aprovaram leis para colocar um fim ou limitar testes e/ou vendas de cosméticos testados em animais, incluindo os 28 países membros da União Européia, Índia, Israel, Nova Zelândia, Noruega, Coréia do Sul, Suíça, Taiwan, Turquia e a Guatemala. A L'Oréal e outras empresas internacionais de cosméticos já cumprem as leis nesses países. A campanha #LibertesedaCrueldade liderada pela HSI e seus parceiros tem sido uma das principais impulsionadoras para garantir essa legislação e continua atuando em outros países onde esta legislação ainda não é uma realidade como: Argentina, Austrália, Canadá, Brasil, Chile, Japão, México, entre outros. A campanha #LibertesedaCrueldade também conta com o apoio de Ricky Gervais, Paul McCartney, Kesha e outras celebridades no Brasil como Fernanda Tavares.

Mais de 200 empresas, incluindo as líderes LUSH e H&M apoiam a campanha #Liberte-sedaCrueldade ou legislações regionais que proibem esses testes.

Contatos para a imprensa: Helder Constantino, hconstantino@hsi.org

  • Sign Up
  • Take Action
  • Acabe com os testes em animais para cosméticos no Brasil agora! Submit

Media Contact List2